Praça Gaspar Silveira Martins

A praça Gaspar Silveira Martins possuiu várias denominações, e passou por várias transformações arquitetônicas no seu conjunto. Inicialmente denominado Largo do Conde e, logo em seguida, de Praça do Portão, pois ali havia o portão de entrada da cidade. Foi também chamada de Praça do Mercado.

Em 1881 ganhou a denominação de Praça Voluntários da Pátria, pois, neste local, ocorriam as reuniões dos Batalhões que partiam da cidade de Bagé para Guerra do Paraguai. Em decorrência das comemorações do Centenário da Independência do Brasil, foi inaugurado em setembro de 1922, o Obelisco projetado pelo artista espanhol, residente em Bagé, Henrique Tobal.

Em 1927, a Praça foi revitalizada pelo Intendente Carlos Cavalcante Mangabeira, sendo transformada. Com amplos jardins, iluminação abundante, elegante bancos de

cimento armado, grandes vasos de cimento moldado, calçadas com o sistema “Petit Pavet” e o Coreto de cimento armado, denominando assim, a “Praça do Jardim”.

Em 1938, foi lançada a pedra fundamental do monumento ao importante político bajeense Gaspar Silveira Martins, que durante sua vida foi Ministro da Fazenda, Senador no Governo do Império e principal fundador do Partido Liberal no Estado do Rio Grande do Sul. Sobre ele, o escritor bajeense Batista Pereira, escreveu que por onde Gaspar Silveira Martins passava “irradiava o proselitismo, desses iluminados que arrastam multidões”.


Desenvolvido por Vitrine Brasil |